Auditoria interna vs Auditoria externa – perceba as diferenças

Auditoria interna vs Auditoria externa – perceba as diferenças

Diferenças entre auditoria interna e externa

21/03/2019
Auditoria interna vs Auditoria externa – perceba as diferenças

Para os que se questionaram da diferença entre auditores externos e internos, o seguinte artigo serve como guia para melhor compreensão das características partilhadas por estes apesar dos objetivos serem claramente distintos.

Em primeiro plano, quer auditores externos quer internos, têm um elo em comum- a Organização. O contributo que estes trazem à mesma é que diferem.

Começando pela auditoria externa, a sua missão passa por reportar aos shareholders e/ou membros externos à organização, de forma a acrescentar credibilidade e confiança aos relatórios financeiros produzidos pela organização, dando opinião sobre estes, usualmente para fins estatuários. Esta pode ser voluntária ou não. Caso sim, a organização procura encontrar as respostas certas sobre a sua contabilidade. Quando esta credibilidade é questionada podemos estar perante uma situação fraudulenta por parte das demonstrações financeiras do exercício da organização. Estes tipos de situações são menos propícias a acontecer numa empresa auditada internamente.

Assim, partimos para uma abordagem à auditoria interna. Cabe a estes profissionais lidar com questões fundamentais para a sobrevivência e prosperidade de qualquer organização a partir de uma visão mais ampla para além dos riscos e declarações financeiras. Este grupo tem em consideração questões mais amplas no que toca à organização, como o crescimento, impacto na sua envolvente e a preocupação com os seus colaboradores. O seu papel passa por garantir aos managers e/ou quadros administrativos que os sistemas e processos existentes estão alinhados de forma a manter a organização on track to succeed. Também, enquanto avaliam estes sistemas e processos, acabam por compreender os aspetos a melhorar, se necessário, para obter a performance desejada. Cabe aos auditores internos cobrir todas as categorias de risco e gestão da organização com um ponto de vista objetivo e imparcial, para quando for necessário reportar sobre estes existir certeza que estamos a caminhar para algo que acrescente valor à organização. Daí ser pretendido que este tipo de auditoria seja tão eficiente como os stakeholders exigem e mais eficiente que os concorrentes diretos. Resumidamente, a performance esperada de um auditor interno será, principalmente, questionar e desafiar as práticas atuais da organização de forma a esta alcançar todos os seus objetivos pré-definidos na sua estratégia e que vá de encontro aos valores que esta pretende transmitir.

Após compreensão deste tópico, verificamos que para proteção dos ativos, quer financeiros, quer físicos, da organização, estes dois procedimentos criam uma imagem de transparência para o público, que, uma vez positiva, apenas poderá vir a alavancar qualquer tipo de negócio de uma organização.

Aqui na Crowe, oferecemos aos nossos clientes estes dois tipos de serviços, através de profissionais com ótima formação e anos de experiência no mercado. Para qualquer dúvida e/ou esclarecimento entre em contacto connosco.