avaliação-do-negócio

Avaliação de um negócio

Qual a sua importância? Em que consiste? 

15/11/2021
avaliação-do-negócio

A importância de conhecer o valor real da sua empresa para as decisões estratégicas.

Com o aumento do volume de negócios e de transações a que temos vindo a assistir, ter consciência do real valor do seu negócio é fundamental para quando surge uma oportunidade de crescimento, quer através de investidores ou através de uma solução de M&A, isto é, processos de fusões e aquisições.

Esta avaliação do negócio será uma referência para um processo negocial, apesar dos valores finais, numa venda por exemplo, dependerem de outros fatores que estão afetos a uma transação. Assim, calculamos o valor justo da empresa através da sua situação económico-financeira e das suas perspetivas de crescimento.

Determinar o valor de uma empresa

Determinar um valor justo e aproximado ao real é uma tarefa que deve ser desempenhada por consultores especializados e com experiência no mercado pois esta aceção de valor não é uma ciência exata, tendo em conta que esta é uma perceção do mercado e que pode variar de acordo com as metodologias utilizadas.

 

Avaliação do negócio

 

Metodologia utilizada na Crowe em Portugal

A metodologia utilizada para avaliação de negócios, pelos nossos consultores, obedece à sequência geral dos processos que se encontram ligados à avaliação de empresas e às necessidades do projeto em causa, nomeadamente:

  1. Levantamento de dados gerais;
  2. Análise de projeções e análise da viabilidade do plano de negócio;
  3. Ajustamentos (Balanço e demonstração de resultados);
  4. Definição de métodos e variáveis chave;
  5. Aplicação do modelo;
  6. Reality Check & Análise de sensibilidades;
  7. Elaboração do relatório.

Métodos do modelo de avaliação

Dependendo da dimensão da empresa e do seu setor de atuação são utilizados diferentes métodos de avaliação, entre os vários modelos quantitativos de avaliação existentes, por forma a aproximarmo-nos do valor “real” da empresa.
Dos métodos mais utilizados destacamos:

Fluxos de Caixa Descontados (Discounted Free Cash Flows)

Apesar de ser o mais complexo, este é um método que tem como base projeções económico-financeiras da performance da empresa.

Este método é utilizado por ser capaz de traduzir para o presente, através de uma taxa de desconto, a capacidade que a empresa possui para gerar riqueza no futuro.

Neste processo, os consultores têm em consideração os investimentos da empresa nos seus ativos operacionais, no custo de capital e ainda os riscos do empreendimento. Esta é uma projeção que, normalmente, é efetuada para um período até 5 anos, contudo, este período pode variar dependendo da previsibilidade e estabilidade das receitas.

A Crowe, genericamente, utiliza este método, com exceção de situações em que não se prevê que a empresa continue a sua atividade no futuro, e portanto não gere cash flows futuros.

Múltiplos (relativos ou de mercado)

Este é um método utilizado para comparar o desempenho económico-financeiro com outras empresas que tenham as mesmas características, ou similares, e os mesmos riscos no mercado onde atuam.

Em função da sua simplicidade, este método permite uma análise mais rápida e simples. No entanto, não são tidos em consideração fatores competitivos e consequentemente o valor calculado pode não ser o mais próximo do valor “real” do negócio.

Este método é indicado para empresas com expectativas de crescimento estabilizadas, para além de casos em que existam informações e dados de empresas que tenham sido transacionadas cujo âmbito de atividade e estrutura sejam similares à que se pretende avaliar.

Valor Patrimonial

Este método é utilizado para uma avaliação líquida do património. Para a determinação do valor da empresa através deste método são contabilizados todos os seus ativos, tais como:

  • Edifícios;
  • Equipamentos;
  • Stock existente;
  • Máquinas;
  • Clientes;
  • Despesas;
  • Entre outros.

O Valor Patrimonial pode determinar um valor da empresa inferior aos métodos previamente mencionados, uma vez que não são contabilizadas as receitas futuras, isto é, não considera a continuidade da empresa nem a capacidade de geração de lucro futuro.

Este método é utilizado em casos em que o modelo de negócios da empresa é focado em ativos fixos e/ou produtos já existentes, sendo que o valor da mesma está nesses mesmos ativos.

Infográfico avaliação do negócio

Contacte-nos

Paulo Lourosa
Paulo Lourosa
Managing Partner
Advisory Firm