Incentivos ao investimento

Como potenciar o crescimento das PME

Internacionalização

Sara Fernandes - Associate Partner Grants & Incentives
14/01/2019
Incentivos ao investimento

Internacionalização

A era da globalização em que vivemos se, por um lado, torna os mercados mais acessíveis e alcançáveis por outro lado também os torna extremamente voláteis e competitivos. Pelo que, e para que o sucesso empresarial seja alcançado é necessária uma forte aposta na inovação, desenvolvimento de novos produtos e procura de novas oportunidades de negócio nos mercados externos.

A Internacionalização surge como um fator primordial para potenciar um crescimento duradouro sustentado e rentável de uma PME num mercado transfronteiriço exigindo que a empresa reúna competências únicas, que a possibilitem diferenciar-se no mercado alvo.

Por este motivo, existe uma relação direta e clara entre o processo de internacionalização e o crescimento das PMEs, pois a internacionalização acaba por ser um mecanismo que assegura a obtenção de ganhos rápidos, desde logo pela extensão do mercado em si e pela capacidade de alcance de novos clientes.

De acordo com as “Estatísticas do Comércio Internacional” do Instituto Nacional de Estatística (INE), o aumento de 10,1% das exportações em 2017 representa uma aceleração significativa face ao acréscimo de 0,8% em 2016.

 

A sua empresa está preparada para crescer?

Para uma empresa crescer é necessário alcançar novos mercados e/ou alargar o seu espetro de atuação.

Das inúmeras vantagens da internacionalização destacamos:

  • Maior volume de vendas
  • Menor dependência dos mercados internos
  • Diminuição dos custos de produção
  • Posicionamento estratégico
  • Novas sinergias
  • Uniformização de processos

Apesar das evidentes vantagens, a internacionalização implica ultrapassar alguns desafios e a decisão deve ser tomada de forma consciente e ponderada, dado que acarreta investimentos e riscos muito elevados, destacando-se:

  • Obstáculos legais e administrativos
  • Aumento de custos
  • Retorno não imediato
  • Adaptação de novos processos
  • Contratação de pessoal especializado

O empresário tem de estar devidamente informado e preparado antes de iniciar um processo de internacionalização, sendo capaz de identificar o que vai vender / como vai vender / para onde vai vender.

É aconselhável que seja feito um levantamento exaustivo aos principais fatores que podem viabilizar ou inviabilizar a concretização do processo de Internacionalização.

Neste sentido é primordial que seja elaborado um diagnóstico da empresa e do produto/serviço a internacionalizar:

  • Produto/Serviço – identificar o fator diferenciador do produto/serviço face à concorrência local e adicionalmente perceber a capacidade de adaptação às respetivas particularidades e singularidades dos mercados alvo;
  • Identificação das fragilidades e ameaças do produto/serviço;
  • Análise de mercado e vantagens competitivas;
  • Seleção dos mercados e respetiva análise das particularidades e obstáculos de cada um dos mercados;

 

Definição dos objetivos estratégicos e financeiros a curto e médio prazo;

  • Competência dos Recursos Humanos – é essencial garantir que os RH têm as competências necessárias para responderem positivamente ao processo de expansão;
  • Identificação de Potenciais Parceiros;
  • Barreiras – antes de avançar para qualquer mercado que seja, é fundamental fazer um levantamento de todas as barreiras à entrada, tal como licenças, impostos, impedimentos legais, taxas alfandegárias, certificações obrigatórias e procurar estabelecer mecanismos capazes de ultrapassar estas barreiras;
  • Definição do preço de venda tendo em conta todos os fatores envolvidos, nomeadamente transporte, taxas alfandegárias, certificações, taxa de câmbio, entre outros.

Estes são os pressupostos base que qualquer empresa deverá ter em conta para iniciar o seu processo de expansão baseado numa estratégia global sustentada.

O processo de internacionalização é contínuo, evolutivo e exigente e deve ser revisto periodicamente, de forma a incorporar as respetivas adaptações e alterações necessárias ao longo do tempo e adequado ao tipo de mercado.

Existem inúmeros apoios no processo internacionalização de uma empresa nomeadamente:

  • Sistemas de incentivos à internacionalização;
  • Vale internacionalização;
  • Sistema de incentivos ao empreendedorismo e Emprego;
  • Inov Contacto;
  • Linhas de Crédito;
  • Entre outros.

Apoiamos os nossos clientes na identificação do financiamento mais adequado para que o seu negócio se adapte de forma mais competitiva às exigências do mercado.

Contacte-nos

Temos uma equipa especializada ao seu dispor em cada uma das nossas áreas de atuação.
Sara Fernandes
Sara Fernandes
Associate Partner
Advisory Firm