Fernando Flauto - A Terceirização na Tecnologia da Informação

Fernando Flauto
24/10/2018

A terceirização de TI ou ITO, Information Technology Outsourcing, é um movimento crescente e sem volta pois cada vez mais a Tecnologia da Informação se transforma em uma ferramenta de trabalho comum, standard, é como se fosse uma “commodity”. As empresas não precisam do sistema A ou do sistema B para processar a folha de pagamento, elas precisam que a folha de pagamento seja processada corretamente, por exemplo; esse pensamento vale para qualquer processo que envolva TI. De cinco anos para cá, aumentou o número de empresas que terceirizam TI e o número de processos de TI terceirizados, sendo cada vez mais aceito com naturalidade e como uma tendência.

A terceirização sempre é vista como forma de economizar e em muitos casos há uma grande redução de custos, mas a maior vantagem da terceirização de TI é o ganho da eficiência e segurança. A administração de TI procura terceirizar partes dos processos como por exemplo, infraestrutura de Data Center enquanto que o CIO pode pensar mais estrategicamente numa terceirização completa da área de TI.

Pode ser terceirizada qualquer atividade que não seja a finalidade da empresa e a qualquer hora. A segurança patrimonial e limpeza são velhos usuários de empresas terceirizadas, seguidos da contabilidade, recursos humanos e jurídico. Recentemente começaram os processos de terceirização da área financeira, TI, logística e estoques.

A terceirização é sempre bem-vinda em períodos turbulentos devido a característica de ser realizada por profissionais especializados com grande experiência na área de atuação, podendo aumentar a eficácia dos processos e diminuir seu custo. A experiência destes profissionais atendendo a dezenas de clientes, também agrega, na melhoria continua dos processos. Uma redução de custos entre 20% a 40% é possível, porém está é a redução direta do custo, existem outros ganhos como o aumento da qualidade do serviço prestado, ganho de performance devido a experiência e metodologia do prestador de serviços, segurança, entre outras que devem ser computadas no cálculo.

 

Fernando Flauto
CyberSecurity Partner
fernando.flauto@crowehorwath.com.br